A Implantação Da Amazon Empurra O Comércio Local À Internet 2

A Implantação Da Amazon Empurra O Comércio Local À Internet

A sombra da Amazon é alongada e imediatamente cobre quase todos os setores de consumo. Para tentar orientar os empresários do setor, Escodi foi arrumado um curso especializado para esclarecer ao setor o leque de probabilidades que dá web. Comércio eletrônico: Meu site vs Amazon, ministrado pelo especialista em implantação digital Xavier Rivera, tem como propósito pesquisar os prós e os contras de elaborar uma loja on-line ou de abrir uma pela plataforma norte-americano. Também o Governo reagiu e foi organizada uma jornada para os profissionais do setor com um representante da Amazon: Amazon, uma chance ao serviço do paradigma catalão.

Amazon. “É apenas mais uma das ações pra oferecer a digitalização do setor, acreditamos que ajudá-lo a vender mais”, explica Montserrat Vilalta, a diretora geral de Avaliar a Generalitat. “A Amazon prejudica todo aquele negócio que não se adapte ao lugar on-line e canal completo. É possível que marcas como Zara acabem criando uma loja oficial no Amazon, como prontamente fizeram novas marcas, e há lojas de Barcelona que são fornecedores da plataforma”, confessa Xavier Rivera.

Na sua avaliação, “o menor comércio se pode proteger associando-se pra lançar plataformas a grau recinto, contudo pra que tenha sucesso, necessita-se dar um serviço ótimo na usabilidade de compra, oferta e rapidez de entrega”. E cita a iniciativa Manzaning, uma plataforma de comércio de bairro, que funciona em Barcelona.

Rivera também destaca que o mundo, a Amazon não é tudo cor-de-rosa: a plataforma cobra uma taxa de comissão entre 7% e 15% da venda, com o que há que possuir uma margem ampla para se lançar. Por outro lado, o gigante norte-americano escolhe o vasto desvantagem de vender on line, que é a logística.

Em plena construção de sua loja on-line, a cadeia catalã de produtos frescos Casa Ametller foi visto como mudaram os critérios do jogo. Primeiro, a entrega rápida do El Corte Inglês e imediatamente a entrada de Amazon deixaram obsoleta a sua proposta antes de lançá-la ao mercado. “Não tem sentido abrir uma loja on-line em um formato usual, hoje você precisa ser tão veloz como a concorrência”, explica o proprietário, Josep Ametller.

  • você Não precisa de um armazém
  • 6º – Um provedor de hospedagem do website
  • um Conceitos 1.Um O nome da marca
  • vinte e nove Continua a marcha espanhola
  • Tratamento de Iluminação

A nova loja on-line, que estará operacional antes do final do ano, concedido o destaque pra loja física e aproveita a extensa rede de pontos de venda, em vez de concentrar a distribuição em um repositório central. “Nosso modelo propõe a entrega em menos de uma hora a partir de nossas lojas, haverá um responsável do serviço em cada estabelecimento e a entrega será Stuart, corporação de mensagens que usa bicicletas ou motos”, diz o proprietário de Ametller.

“Eu acho que é uma grande notícia de que a Amazon vai entrar na área de perecíveis. Não há dúvida que se alguém poderá fazê-lo bem e tem pulmão econômico são eles”, diz Jorge Mas, proprietário de Mais Gourmet. A organização, especializada em produtos gourmet, fundamentalmente, presunto, queijos e frios, não vende pela internet, contudo está preparando uma internet renovada para o início do ano, que incluirá assim como a loja on-line.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima