Anexo:A Censura E A Vigilância Da Internet Por País 2

Anexo:A Censura E A Vigilância Da Internet Por País

Pode ser muito grande, e alguns navegadores conseguem ter problemas ao demonstrar este post. O texto que segue é uma tradução defeituosa. Esta relação de censura e vigilância da Internet por nação dá sugestões a respeito os tipos e níveis de censura e vigilância da Internet que estão acontecendo em imensos países em torno do mundo.

Os relatórios de “Liberdade pela Rede” oferecem relatórios analíticos e classificações numéricas sobre o estado de liberdade da Internet em países em volta do mundo. Os países pesquisados representam uma demonstração com uma ampla gama de diversidade geográfica e o nível de desenvolvimento económico, bem como níveis variáveis de liberdade política e dos meios de intercomunicação. Obstáculos pro acesso: barreiras de infra-infraestrutura e económicas para aceder; esforços governamentais pra bloquear as aplicações específicas ou tecnologias; controle bacana e de domínio dos provedores de internet e serviços de telefonia móvel.

Limitações do conteúdo: filtragem e bloqueio de websites web; outras formas de censura e autocensura; manipulação do assunto; a diversidade de publicações e noticiários on-line; e uso de meios digitais pro ativismo social e político. Violações dos direitos do usuário: proteções e restrições legais à atividade on-line; vigilância e limitação de privacidade; e o embate da atividade on-line, tais como processos legais, prisões, ataques físiscos e novas maneiras de assédio.

a começar por 2009, a Freedom House tem publicado 9 edições do relatório. Em 2010 não foi publicado o relatório. Os relatórios normalmente abrangendo o tempo de junho a maio. Ademais, no relatório de 2012, foram identificados sete países que estavam em peculiar risco de sofrer contratempos relacionados com a Liberdade pela Internet no conclusão de 2012 e de 2013: Azerbaijão, Líbia, Malásia, Paquistão, Ruanda, Rússia e Sri Lanka. Na época, esses países eram relativamente abertos e sem restrições pra livre expressão, mas bem como tinham um recinto repressivo pros meios de intercomunicação habituais, e tinham considerado agrupar leis que afetam negativamente a Liberdade na Internet.

Em uma série de relatórios publicados entre 2007 e 2013, a Iniciativa OpenNet (OpenNet Initiative, ONI, por tuas siglas em inglês) avaliou a magnitude da censura ou filtro que acontece em um estado em 4 áreas de actividade. Graças a questões legais, a ONI não revisa filtros de pornografia infantil, e devido a que a tua classificação se concentra em filtros técnicos, esses não adicionam alguns tipos de censura. Ao longo de 2010, a ONI havia documentado a filtragem da Internet pelos governos em mais de 40 países ao redor do universo.

  • 3 Golpe de Estado de 1954
  • eu Tenho sido qualificado de determinar definitivamente o efeito dos meus objectivos
  • Trending Topic em Sevilha com abundantes hashtag além do oficial
  • Fortalecer as comunidades [75]
  • Escolher o Sistema de Comunicação mais Adequado
  • seis ensino médio atual

Após uma década de colaboração no estudo e documentação do filtro de Internet e os mecanismos de controle em torno do mundo, os parceiros da Iniciativa OpenNet neste instante não fariam pesquisas perante o nome de ONI. O web site da ONI, incluindo todos os dados e os relatórios, permanecerão no recinto por tempo indeterminado, pra permitir acesso público permanente aos trabalhos e informações postadas.

Em 2006, a organização não-governamental internacional, com sede em Paris Repórteres Sem Fronteiras (Reporters sans frontières, RSF), que promove a autonomia de imprensa, começou a anunciar uma listagem de “Inimigos da Internet”. A organização classifica um nação como adversário do Internet porque “todos os países são caracterizados não apenas por tua know-how de censurar notícias e dicas on-line, no entanto assim como pela sua repressão quase sistemática dos usuários de Internet”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima