Bauwens Atualmente Vive Em Bangkok, Tailândia 2

Bauwens Atualmente Vive Em Bangkok, Tailândia

Michel Bauwens (nascido em 21 de março de 1958) é belga, teórico do universo das redes distribuídas e Peer-to-peer. É bem como um ativo escritor, pesquisador e palestrante em temas de tecnologia, cultura e inovação nos negócios. Bauwens é o fundador da Fundação pras Alternativas Peer-to-peer (Foundation for Peer-to-Peer Alternatives) e trabalha em colaboração com um grupo de pesquisadores, em grau global, o estudo da elaboração em parceria, governo e domínio.

É ex-editor chefe da revista europeia sobre isto convergência digital, “Wave” (em holandês). Juntamente com Frank Theys, Bauwens é o cocriador do documentário de 3 horas “TechnoCalyps” sobre “as metáforas da tecnologia”. Ao lado Salvino Salvaggio, coeditó a obra em dois volumes, “Antropologia da Sociedade Digital” (em francês).

ministrou cursos sobre antropologia da comunidade digital para alunos de pós-graduação em ICHEC/St. Louis em Bruxelas, Bélgica, e cursos relacionados pela Universidade Payap e pela Universidade Chiang Mai, Tailândia. Bauwens é o autor de um vasto número de ensaios, incluindo os fundamentais “Peer-to-Peer e a evolução humana” e “A economia política do trabalho colaborativo”.

  • Dois Temporada 2013-quatrorze
  • um Rebelião de escravos no Haiti
  • Por cada segundo são criados no Facebook cinco perfis
  • Como obter dinheiro e interações com Fancitos
  • 86% dizem que gostariam de ser mais organizada
  • Joãozinho Blaugrana: ‘Tata, do sonho à realidade’

Também foi editor do boletim eletrônico conhecido como “Pluralities-Integration” (até 2007, no momento em que cessou a tua produção). Em 2008, trabalhou como perito externo da Academia Pontifícia de Ciências Sociais da Santa Sé. Equador sentido a uma população baseada no entendimento comum e aberto. Bauwens hoje em dia vive em Bangkok, Tailândia. Em fevereiro de 2009 entrou para o colégio de Dhurakij Pundit como professor, auxiliando-o a desenvolver, além do mais, o Asian Foresight Institute. Bauwens continua compartilhando que a interdependência é, entretanto, mútua: o sistema capitalista e a economia de mercado, dependem bem como da realização de P2P, especificamente em redes de elaboração e processamento de fato.

Em conseqüência, a economia do P2P poderá ser entendida como uma extensão, ou que de imediato existe como alternativa para a realização de Software Livre, código aberto e algumas economias de bens não rivais. Esta ideia é assim como explorada no ensaio “Peer-to-Peer e a melhoria humana”, que amplia o meme P2P pra além do campo da computação. Argumenta que as redes igualitárias são uma nova e emergente forma de classificar-se na população que está transformando profundamente a organização de nossa civilização.

O ensaio argumenta que esta nova forma de democracia não representativa é capital pra localizar soluções pros desafios e problemas globais; como também um ethos novo e progressista, que representa as máximas aspirações das outras gerações. ↑ “Michel Bauwens auxilia com o IAEN no projeto estratégico” “Cópia arquivada”. ↑ “The Political Economy of Peer Production” (em inglês). ↑ “Peer-to-Peer and Human Evolution” (em inglês). Entrevista no Jornal Página 12, da Argentina.

Uma vez que os dados são coletados, haverá que definir quem necessitam ingerir quais dicas. Desta maneira, se confeccionarán dashboards personalizados e alertas para cada departamento ou tipologia de perfil profissional em atividade de suas necessidades de detalhes. É respeitável evitar a infoxicación e incidir sobre o valor do dado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima