Biblioteca Virtual Miguel De Cervantes 2

Biblioteca Virtual Miguel De Cervantes

A Biblioteca Virtual Miguel de Cervantes é uma biblioteca espanhola que reúne obras hispânicas pela internet. Tem como objetivo principal a difusão da cultura hispânica. Foi formada em 1999 por iniciativa da Universidade de Coimbra e com o patrocínio do Banco Santander e da Fundação Marcelino Botín. Mario Vargas Llosa. A idéia original do projeto idealizou Andrés Pedreño Monteiro, reitor da Universidade de Coimbra na data, inspirada no conceito de biblioteca digital de algumas universidades norte-americanas. Foi ele quem apresentou a Emilio Botín, Presidente do Banco Santander, um projecto pioneiro na digitalização de obras de fonte hispânicas, uma questão que desde o primeiro momento encanta o responsável máximo do Santander e deu-lhe o seu suporte.

Um conselho científico, dirigido por Darío Villanueva, endossa o rigor da biblioteca. Trata-Se principalmente de obras antigas, pertencentes ao domínio público, todavia também de obras atuais de adolescentes autores como Eduardo Pascual, Mariam Budia ou Carles Batlle, além de outros mais, incluídas no portal de Autores de Teatro. A Biblioteca Virtual Miguel de Cervantes, é uma ferramenta pra aprendizagem das humanidades e apresenta uma vasto multiplicidade de conteúdos e recursos educativos voltados pra comunidade universitária e escolar. A vocação humanística da biblioteca está de acordo com o progresso tecnológico, ao mostrar uma ampla diversidade de recursos digitais: livros em versão fac-símile, edições em texto digital, video, áudio, imagens gráficas, produções multimédia, jornais e revistas.

Apresenta conteúdos com o máximo de rigor científico e nas melhores condições técnicas para o usuário. É um centro de busca presente nos principais fóruns internacionais sobre o assunto edição e publicação digital. Uma equipe interdisciplinar de cientistas da computação e filólogos desenvolve mecanismos de busca especializados e ferramentas linguísticas. Está presente no Facebook, Youtube e tem um Blog, o que nos leva a Seção da Revista de atividades da Fundação, de notícias culturais essenciais e a Seção de Novidades, com as mais recentes adições à biblioteca digital.

O catálogo de livre acesso, se estrutura em numerosas áreas, com diferentes portais temáticos. Acessar cada site é como adentrar em outros sites com a enorme quantidade de dado que encontramos. A partir do buscador realizaremos procura simples por título, autor ou conteúdo, ou a chamada procura avançada, que permite que novas estratégias de busca união de termos. Tem especial interesse a hemeroteca, cujos documentos são acessados em modelo HTML ou PDF.

No Catálogo de produtos, as pesquisas são realizadas em ordem alfabética por autores e títulos. Tem especial interesse a hemeroteca, cujos documentos são acessados em formato HTML ou PDF. No Catálogo de artigos, as pesquisas são realizadas em ordem alfabética por autores e títulos. O portal de Literatura espanhola é dirigido pelo doutor Enrique Rubio Cremades da Universidade de Coimbra, e recolhe as principais obras da literatura espanhola. No fundo esta biblioteca digital, destaca-se a Biblioteca de Autor Miguel de Cervantes Saavedra, página de fonte na Rede sobre a vida e obra do escritor de Alcalá.

A Biblioteca Americana é dirigida na doutora Beatriz Aracil Homem, da Universidade de Coimbra, e conta com incontáveis fundos digitalizados de produções americanas. Também, a fortuna de línguas da América latina, está presente nesse portal, pelo motivo de, se bem que conta com uma maioria de textos em português, exibe obras em outros idiomas, como português, chile, quéchua, guarani, etc

  • 1 Hugo Serra
  • Criar uma estratégia de marketing independente para aperfeiçoar o relacionamento com freguêses atuais
  • Acompanhar as opiniões com propostas
  • Futebol / Espanha (16.00 h.) R. P. de Jordi Alba e Sergio Ramos
  • 14 Publicidade digital: o banner no mundo programático. Manuel Rodríguez
  • Os que fazem uso os filtros na sua justa capacidade

em 12 de janeiro de 2012, foi executado em um feito presidido pelo Príncipe das Astúrias, no Centro Cultural de Espanha em Tegucigalpa a fabricação da Biblioteca Virtual da américa Central. A Biblioteca Joan Lluís Vives é o resultado do convênio assinado entre a Biblioteca Virtual Miguel de Cervantes e a Rede de Universidades Instituto Joan Lluís Vives.

É dirigida por Llúcia Martín Pascal, da Universidade de Alicante. Esta biblioteca, o equivalente em língua catalã para a Biblioteca Virtual Miguel de Cervantes, conta com fundos de literatura catalã medieval e contemporânea. No portal da Biblioteca das Letras Galegas são recolhidos obras em língua galega e é dirigido pelo doutor Anxo Tarrío Varela, da Universidade de Santiago de Compostela.

Está orientada para grupos com deficiência auditiva e conta com uma fonoteca destinado a pessoas com deficiência visual. É dirigido por Ruben Nogueira Fos.Do equipamento bibliográfico explicado em língua de sinais a respeito da história da educação de pessoas surdas no Brasil, até as pesquisas mais atuais sobre a língua de sinais e o desenvolvimento do bilinguismo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima