Chegou O Dia Em Que O Google Controla O Mundo 2

Chegou O Dia Em Que O Google Controla O Mundo

O império Google impôs a sua forma de meditar, sua forma de ganhar dinheiro e atingir o sucesso ao resto de empresas e até instituições. Tudo é o Google. Ou tudo pode ser analisado pelos parâmetros da organização formada por Sergey Brin e Larry Page. É o que propõe o jornalista e bloggero Jeff Jarvis em seu ensaio E o Google, Como Imaginar um mundo em que tudo se baseia nas regras do aparelho de procura pra aperfeiçoar resultados e serviços.

Jeff Jarvis é um daqueles tipos, o que a internet tem sido dada uma vasto relevância. Seu website BuzzMachine lhe foi atribuído popularidade, no entanto antes disso prontamente teve essenciais cargos relevantes em meios de intercomunicação norte-americanos. Escreve uma coluna no The Guardian, é elbows com os empresários de sucesso e é dessa minoria de eleitos que debatem a respeito da estratégia global em Davos.

A raiz dessa desgraça decidiu abrir um web site pra revelar suas vivências mais emocionais e menos jornalísticas. E o dia em que decidiu recuar pela rede de um pc da Dell que não funcionava (e do horrível serviço de pós-venda), começou pra ele uma nova maneira de sonhar: o modelo Google.

A palavra chave do ensaio de Jarvis é hiperlink. Milhares de hiperlinks, comentários ou fontes que realizam parcela de uma iniciativa em rede forte a nível global, em cada fração do universo. E o rei do link, quem concebeu o bilionário modelo, é o Google. Assim que Jarvis decide imaginar como a corporação californiana afrontaría um negócio, perante o ameaçador subtítulo Faça o que fizer, o Google vai terminar fazendo mais do que você e, além do mais, sem custo algum.

Se atreve com quase tudo: o Google faria melhor. Um restaurante, publicidade, carro, imobiliária, um banco, um hospital, uma universidade, um video e até já o próprio Governo dos EUA. Mas, ao encerramento e ao cabo, o que o autor desgrana é uma série de medidas para que corporações e corporações se abram pras demandas e desejos dos usuários.

  • Vinte e um artigo ajuda de Isidre Mercade
  • Collin et al. (2015)[27]
  • Conecta com os influencers de seu setor em Mídias sociais
  • >>> Baixar Template WordPress <<<-
  • Faz a ligação entre a aprendizagem na escola e a realidade
  • Formação pela especialidade escolhida
  • 10 passos pra um plano de social media prático. Série de artigos no website
  • 3 A estratégia

Se é político, abra canais de participação. Se é um restaurante, questione seus compradores. De lá você podes recolher conclusões e procure um caminho pra ligar ou compartilhar redes de recomendações com tua aptidão. A troca de comentários é bom. Ao final, o que importa é que as pessoas recomendadas. Se se trata do refrigerante Google-Cola, deixe que o consumidor sonhe como é teu refrigerante favorito e fabríquelo.

A soma de fãs em o mundo todo o fará possível. Para as organizações determinadas, o livro é uma legal forma de reflexão a respeito como aperfeiçoar a participação do freguês. As futuras ideias de negócio, porém, não conseguem nascer sem questionar-se a respeito de sua interação com seus usuários, dispostos a afundar ou expressar. Neste livro, editado na Gestão dois mil (19,95 euros), Jarvis reflete a respeito da controvérsia entre os meios de intercomunicação tradicionais e a pesquisa. O Google gera tráfego e ganhe dinheiro quando se reproduzem posts, sem que, todavia, gerar qualquer receita pra imprensa que os elabora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima