Como Se Gere A Marca Pessoal Na Internet 2

Como Se Gere A Marca Pessoal Na Internet

Hoje em dia fala-se muito da marca pessoal. Da impressão que os cidadãos deixam os canais de mensagens instantâneas, redes sociais e plataformas de internet. Mas a marca pessoal tem existido desde a toda a hora, muito antes do surgimento da era digital. Andrés Pérez Ortega, especialista em estratégia de marca pessoal, autor de numerosos livros de referência sobre isto esta matéria e professor em algumas escolas de negócios.

O que mudou nesta ocasião, com estas recentes tecnologias que permitem comunicar de maneira instantânea qual é a gestão dessa impressão pessoal. E é aí que o que os especialistas chamam de “branding pessoal”. É a ferramenta imprescindível “pra gerir adequadamente o que transmitimos”, complementa Pérez Ortega.

Fica claro que o propósito de uma marca, seja pessoal ou profissional, “é ampliar o valor e o propósito de ser eleito”. As redes sociais e canais de web são um orador maravilhoso. Mas nunca se precisa esquecer, insiste Pérez Ortega, que essas plataformas digitais são somente úteis pra que a mensagem chegue a mais pessoas. E aí está, contraditoriamente, um dos perigos pra aqueles que tentam desenvolver uma marca pessoal, sem cada indicação.

atualmente, as organizações que ofertam pra gerir o “branding pessoal” não param de aumentar pela internet. No mundo do trabalho o que se escreve e se exibe na web (a impressão digital peculiar de cada usuário) tem ainda mais importância. E sobretudo no momento em que se pesquisa um emprego. Tese que compartilha Andrés Pérez Ortega. Pérez Ortega, ao parelho que Zuazola, tem isto muito claro: “eu Sempre digo que o currículo não deve ter nem sequer duas, nem uma página, entretanto que necessita possuir uma única linha, a de nosso web site pela internet”.

Nunca se deve esquecer, no entanto, que em paralelo a este sistema que a cada dia ganha mais notoriedade pela busca de talentos para trabalhos específicos, circula toda a informação adicionada à mídias sociais mais convencionais e conhecidas. Mas, como se inicia o recurso? O considerável é ter algo valioso a oferecer e avisar-se de modo constante, resistente e coerente.

Valorizada. Se for bem gerido será valorizado e desejado por aqueles que necessitam que lhes fornece. Sempre se há sintonia com o resto dos usuários. Coerência. Os especialistas aconselham destacar alguns valores e comportamentos coerentes. É a única forma de deixar uma impressão positiva. Não é aconselhável variar continuamente de posição. Compartilhar. Alguns conseguem interpretar que a construção de uma marca pessoal é um feito egoísta ou individualista.

  • 2 Viabilidade do negócio
  • E-commerce de acordo com o instrumento de venda
  • Limpar casas desahuciadas
  • O freguês de hoje foi passado de obter os produtos a buscar experiências
  • Permitir o acesso a solução
  • 2006: Candice Michelle

Os peritos negam que, para eles, esta é a melhor de sempre ferramenta pra falar sobre este tema. Interação. Se as coisas são bem feitas, a interação com outros usuários poderá chegar a ser muito positiva. Pode compreender-se bem como dos outros. Uma vasto porta. O “branding pessoal”, a gestão bem sucedida de essa marca é a ferramenta perfeita para conceder notoriedade e visibilidade a um só ser.

Isto há alguns anos, só estava ao alcance das empresas ou pessoas com diversos recursos. Controlar vida e carreira. A marca pessoal socorro a ter um papel mais rápido na sociedade. Permite ter o controle de tua identidade e não precisar em tão alto grau da sorte, as ocorrências ou o que digam os outros. Vendedores de fumaça. Os que enganam costumam ser descobertos muito rápido por outros usuários.

Esta seria a pior rodovia, deste jeito, para vender fumaça. Isso ocorre principalmente com marcas que são formadas com o único objetivo de ofertar um produto específico. Agradar a todos. Não precisa ser o intuito. Assim, não há que se tornar obcecado com continuar bem com o mundo inteiro. A discrepância podes ser um valor reconhecido. Buscar a fama. É um defeito.

Quando você cria uma marca pessoal não tem por que procurar a fama, nem sequer se parecer com outras pessoas mais famosos. Simplesmente adquirir ser a pessoa em que outros se olham. E isto se consegue com uma identidade própria e diferente do resto. Corrida de fundo. A construção de uma marca pessoal é como participar de uma corrida de fundo. É imprescindível a prova.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima