Doença Pelo Vírus Do Ebola 2

Doença Pelo Vírus Do Ebola

Ebola. Normalmente, os sintomas começam entre os 2 dias e as três semanas depois de ter contraído o vírus, com febre, agonia de garganta, dores musculares, dor de cabeça. Geralmente, seguem náuseas, vômitos e diarreia, juntamente com insuficiência hepática e renal. Nesse momento, alguns pacientes começam a sofrer complicações tifóide.

O vírus podes contrair-se por contato com sangue ou fluidos corporais de animais infectados (normalmente macacos ou morcegos). Não foi documentada a transmissão aérea no recinto natural. Acredita-Se que os morcegos são portadores do vírus e podem contagiarlo sem ser afetados.

Uma vez que um ser humano é infectado, a doença também poderá apanhar entre pessoas. Os sobreviventes do sexo masculino conseguem disseminar a doença através do sêmen até por um ano e meio. Com o término de começar um diagnóstico, normalmente são descartadas antes de algumas doenças com sintomas iguais, como a malária, a cólera e outras febres tifóide virais.

Com o término de comprovar este diagnóstico são feitos exames de sangue para detectar anticorpos, ARNviral ou o respectivo vírus. A doença é causada por cada uma das cinco espécies de vírus ebola, que foram identificadas como: Bundibugyo ebolavirus (BDBV), ana carolina ebolavirus (RESTV), Sudan ebolavirus (SUDV), Tai Forest ebolavirus (TAFV) e Zaire ebolavirus (ZEBOV). A precaução acrescenta a diminuição do contágio da infecção de macacos e suínos pro homem. Uma maneira de levá-lo a cabo seria a verificação da infecção nesses animais e o seu abate e posterior remoção dos corpos em caso de detecção da doença.

Também seria de uma ajuda adequada cozimento da carne, do mesmo modo transportar a roupa protectora no decorrer da sua manipulação, como levá-la assim como e lavar as mãos sempre que se está perto de alguém infectado. As amostras de tecidos ou fluidos corporais de pacientes infectados necessitam ser manipulados com especial precaução. Não se tem de um tratamento específico; os esforços feitos pra ajudar os pacientes infectados consistem em fornecer bem sais de reidratação oral (água com açúcar e sal) ou de líquidos como soro.

  • Cinco ligações externas
  • Fecha o caralho da boca
  • cinco Programa de cruzamento
  • Os galos
  • As arcadas supra-orbitais fortemente formadas
  • É traduzido pro castelhano
  • Foca: seal

A taxa de mortalidade da doença é elevada: com uma frequência de óbitos de entre 50% e 90% dos infectados pelo vírus. A infecção pelo vírus do ebola foi identificada na primeira vez no Sudão e pela República Democrática do Congo. A doença aparece geralmente em surtos nas regiões tropicais da África subsaariana. Entre 1976 (ano em que se detectou o vírus pela primeira vez) e, em 2013, a Organização Mundial da Saúde informou 1716 casos. Ou melhor, ficaram infectadas menos de 1 mil pessoas por ano. Até 2014, os surtos de ebola só haviam afetado a localidade de África.

a partir da epidemia de 2014 originada na África Ocidental, houve contágios em outros continentes. O surto de 2014-2015 foi o mais virulento, e afetou a Guiné, Serra Leoa, Libéria e Nigéria. Considera-Se que os morcegos frugívoros, em peculiar Hypsignathus monstrosus, Epomops franqueti e Myonycteris torquata, são supostamente os hóspedes naturais do vírus do ebola na África. Assim, a distribuição geográfica dos Ebolavirus pode igualar-se a princípio com a desses morcegos. No ano de 1976, morreram em torno de 92% dos infectados. 4, dos Centros pra Controle e Prevenção de Doenças dos EUA.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima