É A Alma Do Antigo Egito 2

É A Alma Do Antigo Egito

diz-Se que em Ulthar, que está além do rio Skai, nenhum homem pode matar um gato; e definitivamente posso confiar quando vejo aquele que descansa ronroneando em frente ao fogo. Porque o gato é enigmática, e perto de todas aquelas coisas estranhas que o homem não podes ver. É a alma do velho Egito, e o portador de notícias de cidades esquecidas em Meroe e Ofir. É parente dos senhores da selva, e herdeiro dos segredos da remota e esquerda África.

A Esfinge é tua prima, e ele fala a sua língua; mas é mais antigo que a Esfinge e se lembra do que ela neste momento se esqueceu. Em Ulthar, antes de que os cidadãos prohibieran a matança dos gatos, vivia um velho camponês e tua esposa, que se deleitavam-se em capturar e matar os gatos dos vizinhos.

Por que o faziam, não entendo, não obstante que diversos odeiam a voz do gato na noite, e lhes parece mal que os gatos correm furtivamente por pátios e jardins ao entardecer. Um dia, uma caravana de estranhos peregrinos procedentes do Sul entrou pra estreitas ruas de pedra de Ulthar.

Escuros eram os peregrinos, e diferentes dos outros preguiçosos que passavam pela cidade duas vezes por ano. No mercado viram a riqueza em troca de prata, e compraram alegres contas aos mercadores. Nesta inigualável caravana havia um rapaz sem pai nem mãe, no entanto com apenas um gatinho preto a quem cuidar.

  • População insular (perto de um vulcão rápido)
  • dois TOP 10 Raças de cães mais inteligentes2.0.Um 1º Poodle
  • Encontro com outros animais de estimação
  • 2008: Live Platinum
  • 0 usuário(s) está(ão) a navegar por este fórum
  • O ponto mais fraco onde bater um puma é o teu nariz

Naquela noite, os pastores deixaram Ulthar, e não eram vistos nunca mais. E os donos da residência se preocupou, ao oferecer-se conta que em toda a vila, não havia nenhum gato. De cada residência o gato familiar havia acabado; os gatos pequenos e os grandes, pretos, cinzentos, listradas, amarelos e brancos. Kranon o Velho, o prefeito, jurou que a gente esquerda tinha levado os gatos, como vingança na morte do gatinho de Menes, e amaldiçoou a caravana e o pirralho. Mas Nith, o enjuto notário, afirmou que o velho camponês e sua esposa eram, por ventura, os mais suspeitos, em razão de o seu ódio por gatos era compreensível e, com distinção, sem desgraça.

assim sendo, Ulthar dormir, em um infrutífero raiva; e, quando a gente acordou ao amanhecer – Eis que cada gato estava de volta em sua acostumado fogão! Grandes e menores, pretos, cinzentos, listradas, amarelos e brancos, ninguém faltava. Apareceram muito brilhantes e gordos e sadios com ronroneante alegria. Os cidadãos ign argumentou uns com os outros sobre o evento, e maravilharam-se não insuficiente. Kranon o Ancião de novo insistiu que era a gente, informando que os tinha levado, uma vez que os gatos não voltavam com existência da cabana do velho e tua mulher.

Mas todos estiveram de acordo em uma coisa: que a negativa de todos os gatos pra comer porções de carne ou ingerir de seus discos de leite, era bastante curiosa. E durante dois dias inteiros, os gatos de Ulthar, brilhantes e lânguidos, não tocaram a sua comida, entretanto apenas dormitaron diante o fogo (ou perante o sol.

Passou uma semana inteira antes de que os moradores notaran que, na cabana sob as árvores, não se prendían luzes ao pôr-do-sol. Então, em enjuto Nith enfatizou que ninguém tinha visto o velho e sua mulher, desde a noite em que os gatos estavam fora. Na semana seguinte, o prefeito decidiu vencer seus medos e chamar a silenciosa morada, como uma charada de dever, mas teve o cuidado de levar consigo, como testemunhas, a família, o ferreiro, e a Thul, o cortador de pedras. E após haverem expulsado de pequeno da sensível porta só encontraram o seguinte: dois esqueletos humanos de modo limpa descarnados a respeito do chão de terra, e uma variedade de singulares insetos rastejando pelos cantos obscuros. Posteriormente, houve muito o que falar entre os cidadãos de Ulthar. Zath, o médico legista, discutiu longamente com Nith, o enjuto notário; e Kranon e Shang e Thul foram sobrecarregados com perguntas. Até já o menor Atal, o filho do estalajadeiro, foi cuidadosamente interrogado e, como recompensa, lhe deram uma fruta cristalizada.

O papagaio cinza africano, Psittacus arithacus, é capaz de imitar sons e da voz humana, como outros papagaios, todavia o seu vocabulário podes exceder as 800 palavras. O hamster é capaz de preservar 65 ligações numa hora (menos de 1 minuto). Ao jerbillo lhe foram contabilizados ainda mais: 224 por hora.

As fêmeas da hiena manchada ou manchada, Crocuta crocuta, são tão parelhos ao macho que é dificultoso diferenciar o sexo. Os órgãos secundários femininos são tão parecidos aos do macho que só são capazes de diferenciar-se através de uma inspeção tátil. A circunstância parece ser a alta concentração de hormônios masculinos no sangue.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima