Martín Torrijos 2

Martín Torrijos

Martín Erasto Torrijos (Chitré, Província de Herrera, 18 de julho de 1963) é um político panamenho. Foi o 48.º presidente constitucional da República do Panamá, durante o período de 2004 a 2009. É filho do general Omar Torrijos Herrera. É filho do general Omar Torrijos Herrera e da educadora Xenia Espinheiro. Após terminar seus estudos primários pela cidade de Panamá, graduou-se em Ciências Políticas (1986) e Economia (1988), na Universidade Texas A&M.

Entre 1988 e 1992, trabalhou no McDonald’s Corporation, na cidade de Chicago, onde ocupou o cargo de Gerente Administrativo e de Operações. Também, exerceu profissionalmente de modo privada, como assessor econômico de empresas internacionais em assuntos de intercomunicação, construção, agroexportación e na indústria marítima. É filiado do Clube de Madrid.

O ano de 1992 marca o início de sua liderança política. Assume a direção da Frente da Juventude do Partido Revolucionário Democrático (PRD) como primeiro-secretário, destacando-se mais rápido se torna dirigente nacional do partido. Atuou, no decorrer do governo do Presidente Ernesto Pérez Balladares, como vice-Ministro de Governo e Justiça, posição desde onde realizou a modernização do sistema penitenciário nacional.

Por esta última, fez-se merecedor do reconhecimento da Organização das Nações Unidas (ONU) e do Governo de Portugal. Nas eleições do ano de 1999, ganha a nomeação internas do PRD, a postulação como candidato à Presidência da República, mas não atinge um triunfo eleitoral. O governo de são paulo convocou um diálogo nacional pras forças sociais e trabalhistas do país para consensuar uma saída negociada para a segurança social e a tua principal associação, a caixa de seguro social. Concretizou-Se pela Lei 51, de 2005, com acordos que assentaram as bases pra sustentabilidade do sistema, evitando-se a falência da Caixa do Seguro Social.

O plano de Governo tinha como metas prioritárias fazer frente ao desemprego e à pobreza extrema. Nestes sectores, o presidente conseguiu avanços substanciais. Diminui o desemprego e cria um sistema de subsídios para pessoas de extrema pobreza. Isto levou ao Desenvolvimento de instrumentos operacionais de focalização do investimento e a construção de mecanismos tais como: PRODEC, PROINLO, Fontes. Também foram utilizadas como estratégias pras políticas sociais e mecanismos consultivos de participação cidadã e a reorganização institucional e a fabricação de outras organizações, como o MIDES, MIVI, INADEH, SENACYT, SENADIS, SENAPAN, além de outros mais.

Muito sobretudo levou adiante o programa Rede de Oportunidades, onde 96% dos lares em pobreza extrema ficaram perante a cobertura da rede; neste período, envolveu 73 338 mil famílias em 609 cidades do estado. Outras de tuas primeiras ações foi a criação de duas consideráveis Obras, a nível presidência: uma para a integração de pessoas com deficiência (SENADIS) e outra para a Inovação Governamental. Outros programas de inovação foram, tendo como exemplo: Panamá Compra. Panamá Empreende. Panamá Está A Tratar. Conecte-se ao discernimento. Consultas no Registro Público pela internet. Diário Oficial Digital. Sistema Legisdata. As reformas mais significativas foram: Reforma Fiscal. Reforma do Sistema de Segurança Social. Reforma do sistema bancário. Reforma do regime aduaneiro. Reforma do regime migratório. Reforma do setor de turismo. Reforma do regime de contratações públicas e de reformas profundas na dúvida de segurança.

Enviada por jordysope18 (10/03/2010 23:25) Não me lembro. Hoje, evidentemente, fornece muita pena. E não é pombais, buceta! Eu desejaria de fazer um par de perguntas quanto ao âmbito futebolístico. A primeira é sobre a Liga: o Notificará o Real Madrid a exclusão europeia ou plantará face ao Barça? Mójate e dei um favorito para transportar o título.

  1. MAR E MÁRMORE. (2011)
  2. 75 passos pra aprimorar teu ponto nos buscadores (cortesia de Bruno Vázquez)
  3. Comprar um hosting se você não tiver feito junto com o domínio
  4. um Engenheiro de computação

A segunda é a respeito da Champions League: Têm chances na briga europeia, os “diabos vermelhos”, os “gunners” e o Lyon? Metiéndome na pele de um atleta, acho que sairão para a frente. Cair e suspender faz cota do jogo. O Barça é o meu favorito para o Campeonato e pela liga dos Campeões.

Creio que poderão com os ingleses. O Lyon não lhe auguro bem mais futuro pela Europa. Olá Roberto, que alegria poder pronunciar-se contigo novamente, porém às vezes estemes de acordo e algumas não, agradeço sua presença e por responder a tantas dúvidas a figura.Aí vai: você Acha que a exclusão do real Madrid tem que significar o adeus de Pellegrini, no conclusão da temporada? E se ganha a Liga, como se dizia há 3 dias?

você Acha que exagera nas considerações à Pellegrini com a euforia que tomou há alguns dias a respeito da liga e a virada? Enviada por azero (11/03/2010 01:31), Haverá de raciocinar ao desfecho da temporada. Pellegrini cometeu diversos erros, mas não é o único culpado. Além disso, se o real Madrid ganha a Liga, não será um prêmio pequeno.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima