Nadar Com Golfinhos Produz Sentimentos Terapêutico 2

Nadar Com Golfinhos Produz Sentimentos Terapêutico

A auxílio que os seres humanos desejamos receber dos animais é um caso cada dia mais comprovado pelos profissionais da medicina. São incontáveis os estudos científicos, em tão alto grau a nível nacional como internacional, que tentam esclarecer os proveitos que oferece a terapia com diferentes espécies animais em numerosas doenças, essencialmente psicológicas.

A terapia assistida com animais (TACA) “caracteriza-se, em razão de não é um tipo de psicoterapia em consulta na qual se usa a palavra mencionada para resolver as dificuldades ou possíveis carências. Não é um diálogo entre terapeuta e paciente, no entanto baseia-se na linguagem não verbal, a linguagem do corpo humano, no qual as emoções estão envolvidas, sobretudo as emoções que chamamos de cura de novas emoções.

Estas são a alegria, a surpresa e a sensação de um contato pleno com o que nos oferece a Natureza. Embora, como salienta Taquara “a toda a hora que se pratica a TACA há risco. Isso não se podes desprezar. É preferível que o animal está saudável, bem tratado, bem nutrido e bem cuidados quanto à higiene e vacinação. E pra impedir riscos, é agradável também que esse presente de alguém que conheça bem o animal, de preferência o teu prestador de cuidados que dê oportunas instruções em caso de condutas estranhas por porção do animal”.

A terapia assistida com animais é benéfica como complemento na reabilitação de várias doenças, como podem ser as disfunções pra criancinhas (autismo, síndrome de Down, paralisia cerebral), assim como a timidez patológica, a operação, depressões ou processos de luto. Também, é adequada pela barriga e sociopatía ou tratamento de jovens com problemas de adaptação social. Os privilégios que cada animal pode cooperar pra este tipo de terapias vão depender de tuas características naturais.

não obstante, a investigação neste campo continua a avançar, incorporando-se algumas espécies a esses trabalhos. Os mais frequentes são gatos, cães, outras raças de coelhos, certas aves cantoras, que possam ser mantidas em cativeiro sem comprometer a tua idiossincrasia, como o canário, os animais em geral e os cavalos. Do mesmo jeito, se você está experimentando com alguns animais exóticos, como abundantes tipos de cobras e animais selvagens, como os lobos, cujo contato com o ser humano parece ser muito benéfico. Mas, sem sombra de dúvida alguma, o “terapeuta” por excelência é o golfinho. Nadar com golfinhos produz sentimentos terapêutico.

  1. 13 Qual raça de cão é a mais tranquila
  2. Aceitar uma rendição honrosa
  3. Aquários médios
  4. Devem entrar luvas pra fazer qualquer trabalho de jardinagem

A estimulação do sistema nervoso central, uma vez que os golfinhos aceitam a presença de outros, pode aperfeiçoar muito a característica de existência de criancinhas autistas com síndrome de Down ou paralisia cerebral. Também são úteis em dificuldades de timidez patológica, depressão ou angústia. O inconveniente desta terapia é a sua disponibilidade, uma vez que se precisa de levar os pacientes ao habitat natural do animal, ou melhor, a delfinarios que nem sempre estão dentro de nossas promessas.

Em Tenerife, existe o único centro de terapia em Portugal e a lista de espera é de 2 anos. Semelhante problema encontramos em outra TACA mais favoráveis, a hipoterapia, ou terapia com cavalos. “Recorrendo a uma hípica, o qual fomenta o que é o contato com a Natureza.

baseia-Se pela relação que o paciente vai ter com o cavalo atribuído. Se ocupará de seus cuidados, higiene, alimentação e materiais. “Este mecanismo sempre necessita destinar-se unido e afiliado a uma psicoterapia, seja individual ou grupal, pra pôr em frases as sensações, sentimentos, pensamentos e intuições.

A professora Taquara, especialista em terapia assistida com animais desde há neste instante inmensuráveis anos, acredita pela efetividade nesse tipo de práticas. Embora ainda recente em Portugal, em muitos países, a terapia com animais, está sendo um campo ainda mais solicitado. Já há mesmo escolas e cursos próprios de geração devido ao sucesso alcançado nas pessoas tratadas, quer sejam crianças, adultos ou idosos.

“no momento, não há centro de geração de terapeutas pra TACA. Fala-Se deles, porém não se formam ainda especialistas. Os que existem se formaram em outros países, eu mesma me formei em um rancho em Santa Rosa, Califórnia, ou pela Alemanha”. No nosso país, a Fundação Affinity leva desde 1990, dando conhecimento dos profissionais, esse tipo de terapias, especialmente voltadas pro campo da psiquiatria.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima