Quando A universidade É Utilizada Como Uma Ferramenta Cruel 2

Quando A universidade É Utilizada Como Uma Ferramenta Cruel

Uma professora de Educação Infantil, que trabalha em um Centro de Atendimento Preferencial, me conta acha um capítulo vivido em primeira pessoa. A faculdade organiza uma atividade manual sobre a ‘castanyada’ que acrescenta a elaboração de “panellets”. Após a aula, cada garoto e guria é levada a sua residência, a enciclopedia e alguns “panellets” elaborados como sinal do bem-fazer escolar. É uma maneira de ceder valor ao teu serviço pequeno e de falar a seus pais que conseguem fazer coisas bonitas e cuidadas.

São alunos de quatro anos, com uma vida dificultoso fora da escola: famílias que ocupam pouco, poucos estímulos provenientes do mundo da cultura, aquisição precária da linguagem, ferocidade. A surpresa dessa professora é maiúscula quando a coordenadora do centro indica certamente, com nomes e apelidos, que crianças não conseguem ser nem sequer “panellets” ou manuseio para suas casas.

Qual é a razão? Os pais não tenham pago o valor do material. Diz que a decisão é apoiada pelo Conselho Escolar. Eis aqui um modelo como a escola poderá ser cruel. Não poder conduzir nada pra casa, é uma forma de mostrar, uma vez mais, que o que fizeram não tem valor real e ao mesmo tempo ratificar, absolutamente, a tua posição de desamparo no universo.

se você ainda não o haviam experimentado, a instituição de ensino se encarrega de deixá-los saber com exactidão. Se, em determinado momento, esqueceram-se de sua pouca esperança para o futuro, a instituição de ensino se lembra. As moças não entendem, é angustian, perguntam pra professora: “você “. Parecia que a escola lhes acolhia como sujeitos de pleno correto, ao invés de afastar-lhes os direitos que, como moços e moças com menos lhes são próprios.

Como é possível que este tipo de situações aconteçam em pleno século xxi, após a Declaração dos Direitos da guria de 1924 e 1959? Infelizmente, a faculdade poderá ser cruel e, até já, utilizar, como se aplicasse um procedimento pedagógico, a “lógica da violência” com a superior eficiência.

sendo assim, é menos difícil ter localizados os artigos realmente consideráveis pra teu público. Outra opção para selecionar o tema é de se inscrever para a ferramenta Buzzsumo e que se recomende quais são os posts mais compartilhados sobre isso decoração ou móveis restaurados. Quando o conteúdo é teu, o Twitter é a plataforma perfeita para difundi-lo e apresenta-lo a perceber aos seus seguidores.

  • Seja muito obrigado com a tua comunidade, destaca-se a seus melhores fãs
  • Constitucionalizar as Missões e as Grandes Missões Socialistas
  • Um web site, treine sua jeito para organizar ideias, sintetizarlas e-las para os outros
  • Quais são os desafios fundamentais que a edição deste ano coloca ao sector

Twitter é uma rede em que você tem que ser pró-ágil. Não se trata de abrir uma mídia social e aguardar toda humanidade entrar, mas ir buscá-los. Colocar no site de busca do Twitter “restaurar móveis” e achar por volta de 800 tweets por dia com essa temática. O que você necessita fazer é dialogar com estes usuários. Com as listas, você poderá sobressair o teu público e ter ajeitado a sua audiência.

você Pode formar, tais como, as seguintes listas: melhores sites de decoração, amantes da decoração e organizações do setor. Você pode complementar as ações com a guia de Twitter de Marketing Digital para empresas, onde encontrará dicas que te ajudarão a potenciar a marca. Quando a gente entra no Facebook está em seu local pessoal, do lazer e do tempo livre.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima