"Uma Boa Escolha É A Meditação 2

“Uma Boa Escolha É A Meditação

A potência de vontade é uma ferramenta potente e multifuncional. E nos lamentamos de encaminhar-se sem ela no momento em que não conseguimos o nosso propósito. Porque há quem decide perder gordura e é apto de participar em todo o tipo de festividades, sem ignorar a sua dieta e que a cada segunda-feira começa uma violação antes de regressar à noite.

E acostumamos a contar que o que diferencia uns dos outros é a sua força de desejo, ou o que alguns psicólogos chamam de sua know-how de autocontrole, de impedir tentações e adiar satisfações. A força de vontade também precisa observar com a motivação, a auto-estima e tolerância à frustração.

Em suma, com um bom equilíbrio e regulação emocional, entretanto assim como com a forma como se coloca e se programe a promoção dos propósitos. Explicar a outras pessoas o objetivo que podemos atingir é uma forma de comprometer-se mais com ele. Em primeiro recinto, porque nos obriga a verbalizarlo, a ouvir como nós nos comprometemos a fazer isso. Mas bem como porque no momento em que você tem que prestar contas para os outros normalmente se esforçar pouco mais. Com tudo, usar ou não a outras pessoas, como desafio tem muito que ver com o grau de auto-motivação de cada pessoa. Há pessoas que se sentem muito bem sozinhas, e algumas cuja motivação tem muito a ver de perto com o reconhecimento dos outros.

Tão relevante como esforçar-se é discernir este vigor. Observar-se a si mesmo e anotar quantas vezes se evita ou se vence uma tentação ou se cai nela podes ser uma maneira de valorizar a progressão. E parabenizarem por cada mini-objectivo conseguido -e até já comemorar com um tipo de recompensa-, auxílio a renovar a motivação e facilita a potência de desejo não desmaiará.

Por muito comprometido que está com teu objetivo, poderá ter um ciclo de fragilidade ou esquecimento em que se afaste dele. E o significativo por este caso é não despencar nem sequer jogar a toalha. Essa aceitação das quedas significa relativizarlas e cuidar a si mesmo com afeto, sem culpabilizarse nem notar-se incompetente por ter-se desviado de seu propósito, no entanto assim como não pecando de excessivamente autoindulgentes.

  • Passos, (3×10 em cada perna)
  • 5 janeiro, em 2016 às 4:50 pm
  • Vamos fazer, esta rotina durante seis semanas. Os dias a treinar a semana, são três
  • 30 segundos de interesse
  • A dieta
  • FAZER ABDOMINAIS vai Apagar A TRIPITA

As espetaculares estratégia para isso, diz Cabero, é não julgar, minuto a minuto, não oferecer tanta importância ao sucesso ou fracasso jornal como o esforço “por pacotes de dias”, as conquistas dos objetivos parciais. E, se for preciso, pedir perdão a si mesmo. Se você coloca metas inatingíveis ou diversos de uma vez, se frustrará porque improvavelmente atingirá todos.

Mas mesmo se o estímulo é acessível talvez não consiga da primeira ou “clique” de vez em quando pra sua realização. Mireia Cabero reitera que a força de vontade tem muito que enxergar com a motivação, e deste jeito aconselha a recorrer a estratégias que contribuem para entusiasmar-se. “Uma interessante seleção é a meditação, já que te coloca em muito o presente, o por aqui e o de imediato, e conecta-se com o sonho que deseja ter e ativa o apreço de teu propósito”, coloca.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima