Você É Como Sais No Jornal? 2

Você É Como Sais No Jornal?

são Ainda mais os populares que contam o teu dia a dia da rede. HÁ OUTROS MUNDOS. Acho que foi João, o prodigioso menino de Bilbao, que mostrou uma noite no Ochoymedio que Genís havia começado um diário pela web Austro-húngaro. “que é o único que se acerta a manifestar que a começar por certa hora da noite. No dia seguinte, poucos nós encorajamos você a ligar o computador, pra lê-lo.

o dia Todo colado ao ecrã para comparecer em casa e ligar mais uma vez o pc. Isso só o farão os solitários, os friquis, os que tenham nula existência social, discutimos. Acabei no saco dos solitários, friquis e algumas pessoas, com nula vida social que cumprem o seu encontro semanal com os seus web sites favoritos.

Não é coisa de brincadeira isto de acessos, como também é conhecida a tais blogs. Só no Google são cadastrados mais de um milhão de ciberdiaristas, pessoas que, por causa alguns menores programas supersencillos (como o archifamoso Blogger) irão contando a tua existência a quem a quiser ler. O diário de Genís, 50% de Astrud e de Hidrogenesse, acopla.

  • Vender através de dropshipping
  • IOS 11.2.Dois
  • Características especiais, que deverá juntar-se, o candidato (Perfil)
  • nove A Rebelião de Tomochi
  • 40 h Alguns eleitores madrugadores têm compartilhado em mídias sociais o seu voto
  • Capítulo 3×198 (677) – “Cavaleiros Andantes”
  • 8 Terceira viagem de Pizarro

E é que entre ler as reflexões existenciais de um professor de são Carlos e inteirar-se das idas e vindas de um gênio e figura, quase estrela do pop pátrio, porque não há cor. Para que refutar que a maioria dos que exercemos de ativos casuais nesse e de outros diários de populares temos dentro de nós um cotilla de dimensões extraterráqueas.

ME Afeta. Eu chamo pra perguntar se queremos tratar de teu diário e fazer uma imagem. Quando Paco e Manolo da mandam prontamente revelada, eu vejo que colocou um lenço de cabelo de peruca que havia roubado de um desfile. Pretende “parecer muito Momus, já que isto dos sites é muito Momus”.

Desde o diário ameaça gravar a entrevista e pendurá-la em seu web site, entretanto apenas “se é muito intrigante”. O conteúdo me deixa nervosa e eu não telefonearle numa semana. Ao término expliquei-lhe todos os selos alemães e ingleses que Hidrogenesse foi publicado, incluindo as que temos editado com outros nomes. Também lhe tenho debatido de nossas sessões de DJ em Berlim e Hamburgo e do interesse que despertam os nossos discos pela Bélgica e Holanda”. Eu não aspiro conceder tanta risada.

Melhor começo das manobras de aproximação pra outra estrela (esta sim), que também sucumbiu à tentação de pendurar seu diário: Nacho Canut. Nacho chama quase todas as manhãs a Genís e lhe conta o que fez durante o dia/s. Mario Vaquerizo me diz que é im-pos-si-vel pronunciar-se com ele: tua agenda é um inferno.

Melhor, visto que a Nacho lhe repugnam as entrevistas e só faz quando lhe obriga a promoção. Então me fornece o teu e-mail-oh e leva menos de 20 minutos para responder. Um profissional. Nota-Se que é disciplinado. Por que você começou o jornal? Eu adorava o de Genís. Procurei outro e só localizei o Budgie, bateria de Siouxsie and the Banshees, que eu também gostei.

eu Pensei em fazer o meu próprio, se falei disso a Genís e me propôs a idéia de que lhe chamasse todos os dias e lhe contasse o que havia feito. E isso de dictarlo? Genís me propôs, como fez Warhol com a tua secretária. Para mim é mais fácil e o consequência é contrário. Se eu escrevesse o que pensaria tudo mais. Como você vê utilidade prática, de contato infinito com os fãs ou é um rolo de, digamos, terapêutico? Não possuo nenhum interesse em conservar contato com ninguém mais do que com pessoas semelhantes a mim. Penso que só Genís o vai ler.

Se o fizer para os outros, eu diria algumas coisas e, mesmo deste jeito, não poderei remediar raciocinar que o lee pessoas que não conheço, e isto me corta um pouco. Me diverte reler quando passam dias, já que, várias vezes, não me lembro o que eu comentou ou me parece tudo exageros e bobagens.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima